PERCURSO

 

" Em pequena era vê-la com o saco dos trapos atrás… a fazer isto e aquilo  para as bonecas."

Uma frase que a minha mãe diz sempre que se fala em  mim e nas coisas, por vezes muitas ao mesmo tempo, que fui fazendo ao longo dos anos.

Um gosto especial em criar, em inventar, em imaginar levou-me a ter interesses muito diversos  em “construir” coisas com as minhas mãos.

Desde os dez anos de idade e até à universidade, as minhas férias eram passadas em casa duma costureira minha vizinha, a D. Laura, onde comecei a aprender costura e acabei por ganhar os meus primeiros trocos.

E foi por esta altura  que comecei a fazer algumas peças de roupa para mim.

Das que me lembro mais, foram os coletes… vários… que fiz, e levava para a escola, na altura a secundária.

E sentia-me muito bonita com eles...

 Não me esqueço de um que fiz para o meu irmão mais velho, uma “reciclagem” como se diz nos dias d’hoje.

Do forro de uma gabardine velha, azul, acolchoada… fiz um colete que ele usou durante muito tempo.

Parecia que não tinha mais nada para vestir. Hoje lembramo-nos disso e rimo-nos…

Depois, veio a fase das malhas… casacos… camisolas de lã… de todas as cores e feitios… Fiz tapetes de arraiolos… e quadros de ponto cruz…

Experimentei o barro,  e acho que não me sai mal, nada que se parecesse com um Bordalo Pinheiro, mas também isso ficou pelo caminho.

Experimentei pintura… em pedras… em pratos… em telas… mas, foi apenas uma fase…

Comecei a trabalhar como Educadora de Infância e aí o processo de criatividade, imaginação não deu tréguas, pois todos os dias é preciso inventar… imaginar… explorar campos em termos de criatividade, para satisfazer aquelas “esponjinhas” ávidas de saber…

Depois surgiu o tempo de criar a minha própria família... o meu “ninho”…
E, as prioridades passam a ser outras… as exigências são diferentes… o tempo é mais curto para estes “devaneios”.

Mas sempre estão presentes… o cesto dos trapos… o saco das lãs... Trabalhos começados… esquecidos…  e depois retomados… concluídos… ou não.

E assim foi acontecendo ao longo dos anos…

E agora?... Que é que eu faço?... De que é que eu gosto?... O que é que eu quero?...

E surgiu este projeto… Construir Colares…
Sempre adorei estes acessórios!... Tenho uma coleção grande…
Mas agora a coleção aumentou muito mais… porque me entusiasmei a fazê-los…
E agora, cada dia que passa me perguntam… “ Qual é o que vais usar hoje?...”

E por tudo isto, porque não?...